Quais problemas estão relacionados com uma noite de sono ruim | Personale Colchões

Quais problemas estão relacionados com uma noite de sono ruim

9 de julho de 2018 Bem-Estar
personale-colchoes-doencas-noite-de-sono-ruim

Você sabia que uma boa noite de sono melhora não apenas o seu humor ou a capacidade de raciocínio no dia seguinte, como também é capaz de prevenir uma série de problemas de saúde? É isso mesmo, a falta de sono ou uma noite de sono de má qualidade pode afetar as mais variadas áreas da saúde, inclusive causando uma diminuição na expectativa de vida.

Um estudo recente da Universidade Carnegie Mellon, em Pittsburgh, Estados Unidos, analisou 153 homens e mulheres saudáveis e constatou que quem dorme menos de 7 horas por noite tem uma probabilidade três vezes maior de desenvolver sintomas de resfriado quando expostos ao vírus causadores da doença.

Muito além de resfriados, existem uma série de doenças que podem ser desenvolvidas pelas pessoas que dormem menos que o necessário. Confira as mais frequentes:

Estresse

Este é talvez o sintoma mais visível. Uma noite mal dormida causa estresse no dia seguinte, o que vira uma bola de neve, uma vez que a pessoa com altos níveis de estresse tem mais dificuldades em relaxar e ter uma noite tranquila de sono.

personale-colchoes-doencas-noite-de-sono-ruim2

Aumento de peso

Enquanto estamos dormindo, nosso organismo produz o hormônio responsável por controlar a sensação de saciedade durante o dia: a leptina. Quem dorme pouco, portanto, conta com menos quantidade dessa substância no corpo. Além disso, as pessoas que não dormem o suficiente produzem mais hormônio grelina, que provoca fome e reduz o gasto de energia.

Problemas de memória

Sabe aquela história de que, durante o sono, nosso cérebro relembra todos os acontecimentos do dia, preservando o que considera importante e descartando o que não é relevante? Isso é verdade! E é por isso que quem dorme mal tem dificuldade em se lembrar de informações simples, como acontecimentos do dia anterior ou nomes de pessoas próximas.

Queda na imunidade

Dormir pouco também reduz a imunidade do organismo e o número de leucócitos, as células responsáveis por combater corpos estranhos no corpo. Uma pesquisa recente da Universidade de Chicago, Estados Unidos, revelou que quem dorme quatro horas por noite por uma semana tem a metade dos anticorpos das pessoas que dormem até oito horas diárias.

Afeta o desempenho físico

Você “se mata” na academia e não vê resultado nenhum? Uma das causas pode ser o sono insuficiente. Na fase de sono profundo, nosso organismo o hormônio GH, que ajuda a manter o tônus muscular, evita o acúmulo de gorduras, melhora o desempenho físico e combate a osteoporose.

Notícias Relacionadas